Santo Antônio Maria Claret

Santo Antônio Maria ClaretO catalão Antônio Maria Claret, nasceu em 23 de dezembro de 1807 como Antoni María Claret i Clará, na cidade de Sallent, na Catalunha (atual Espanha).

Antônio era o quinto dos dez filhos de um tecelão de Sallent. Chegou a ser um excelente trabalhador de tear, que aprendeu a usar na fábrica de seu pai e posteriormente em Barcelona.

Um dia, aos 22 anos, quando assistia à missa escutou as palavras do Evangelho: De que aproveita ao homem ganhar todo o mundo, se finalmente perde a sua alma?, o que lhe causou uma profunda impressão.

Sentia-se atraído pela vida contemplativa e queria tornar-se membro da Ordem dos Cartuxos (uma ordem religiosa católica semi-eremítica de clausura monástica e de orientação puramente contemplativa).

Antônio Maria ClaretDiante desta impressão busca conselho com o Padre Pablo Amigó da Congregação do Oratório de São Filipe Neri, que o aconselhou a não tornar-se cartuxo e nele intuiu grandes dotes de homem de ação. Depois de diferentes sinais decide não ingressar nesta ordem religiosa.

Ordenou-se sacerdote em 1835, em Solsona (Catalunha) e estabeleceu contato com a Propaganda Fide (congregação que ocupa-se das questões referentes à propagação da fé católica no mundo inteiro) e com os jesuítas, mas teve de interromper o noviciado por motivo de doença.

Então, decidiu ser missionário na própria pátria e, para dar uma forma mais estável e incisiva à própria obra, fundou uma congregação que se dedicasse particularmente à imprensa católica e à alfabetização — primeiro e fundamental passo para a elevação material do povo – a Congregação dos Missionários Filhos do Imaculado Coração de Maria.

Os missionários filhos do Imaculado Coração de Maria (conhecidos com o nome de Claretianos) têm atualmente 300 casas espalhadas por todo o mundo. O Carisma era evangelizar todos os setores, por meio da caridade de Cristo que constrangia, por isso dizia: “Não posso resistir aos impulsos interiores que me chamam para salvar almas. Tenho sede de derramar o meu sangue por Cristo!”.

Antônio Maria Claret tinha o dom da profecia e fez muitos milagres. Também fundou o Instituto Apostólico para Treinamento Imaculada Conceição, ou as Irmãs Clarencianas.

 Oracao a Santo Antonio Maria ClaretMal tinha fundado a Congregação, o fundador teve de aceitar a nomeação como arcebispo de Cuba, então sob o domínio espanhol, em 1850. Conta-se que ao chegar às terras cubanas foi logo visitar e consagrar o apostolado à Nossa Senhora do Cobre.

Ali criou diversas instituições para apoiar o desenvolvimento humano, principalmente dos mais pobres. Com os amigos, contribuiu para o desenvolvimento agrícola da Ilha e foi um humanista que denunciou os atos de racismo e as injustiças sociais.

Foi um bispo-missionário. Viajou por toda a parte, visitou todas as cidades e vilas de Cuba, crismou a 100.000 pessoas, casou a 9 mil casais e regularizou 3 mil casamentos.

Finalizou, em apenas seis anos, numerosas obras no campo social, com escolas agrícolas; escreveu ele próprio os livros para ensinar os insulares a cultivar os campo,  que chegaram a 144 obras.

Começou a escrever nos finais de 1861 a narração da sua vida por ordem expressa do Padre José Xifré e a concluiu em 21 de maio de 1862. Está dividida em três partes, que abarcam desde o seu nascimento até maio de 1862. Posteriormente, escreveu uma “continuação” que abrange os anos de 1862 a 1865.

Tanto zelo lhe atraiu também inimizades, e depois de ter sofrido um grave atentado, em 1857, foi chamado de volta à pátria porque os soberanos da Espanha o quiseram como conselheiro e confessor de Isabel II de Espanha. Foi nomeado arcebispo de Trajanópolis (“in partibus infidelium”).

Urna com as relíquias do santo

Urna com as relíquias do santo

Em 1869 participou do primeiro Concílio Vaticano.

Com a rainha espanhola esteve também em Lisboa, em dezembro de 1866. E aí, depois de pregar em várias igrejas da capital, foi agraciado pelo rei D. Luís I de Portugal com a Cruz da Real Ordem Militar de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa.

 Ao estalar a Revolução de Setembro de 1868 na Espanha refugia-se com a família real no mosteiro cisterciense de Fontfroide, na cidade de Nardona, na França. Aí o bispo fundou a Academia de São Miguel para os artistas.

Morreu no mosteiro de Fontfroide em 24 de outubro de 1870.

Os seus restos mortais foram transferidos para a Igreja dos Missionários Claretianos em Vic, na Espanha, a primeira Casa da Congregação fundada por ele em 1849, onde são venerados até hoje.

Pelo seu amor ao Imaculado Coração de Maria e pelo seu apostolado do Rosário, tem uma estátua de mármore no interior da Basílica de Fátima.

Foi beatificado em 1934. Foi canonizado pelo Papa Pio XII, no dia 7 de maio de 1950. Sua festa é celebrada no dia de sua morte, 24 de outubro. É invocado contra assaltos e sequestros.

Igreja dos Missionários Claretianos

Igreja dos Missionários Claretianos

Anúncios
por Leandro Queiroz Postado em Santos Com a tag

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s